Tags

, , ,

Nada como estar na cidade com quem entende do assunto. Ana e Tiago me levaram ao famoso “The Cheesecake Factory”, restaurante cujo menu tem 35 páginas, ou seja, eles fazem de tudo. E pelo jeito fazem bem, pois os três saíram empanturrados de tanta comida boa. Atendimento de primeira, ambiente realmente muito bonito, com referência a um Egito antigo. Muito bom mesmo!

Depois fomos ao “Hof Brauhaus Pittsburgh”, um bar bem animado com mais de 200 pessoas conversando em um salão enorme, com mesas retangulares, que lembram um páteo de colégio High School americano (ou um presídio). Lá fora tem mais mesas, e lá embaixo mais uma penca de mesas. O lugar é muito legal, de frente para o rio. No salão principal, o povo não conversa, grita. Mas é muito bacana mesmo assim. Quem quer silêncio, vai pra casa. Estranho mesmo é o fato de que 15 para as 2 da manhã eles simplesmente lhe convidam a se retirar, pois a casa fecha às 2 em ponto. Não sobra ninguém. Parece um cordão policial levando todo mundo pra fora. Lá fora o povo se ajeita em caronas pra continuar a festa na casa dos amigos.